Você sabe o que é arquitetura bioclimática?

solar-panel-array-1591358_1280
21.03.2018 - 14:43


O conceito conhecido como arquitetura bioclimática tem como principal objetivo buscar a  harmonia entre as construções e o meio ambiente. Esse tipo de empreendimento procura reduzir os impactos ambientais e aumentar a eficiência energéticas das casas e apartamentos. Engenheiros e arquitetos andam lado a lado na hora de projetar desde casas pequenas até grandes edificações que levem em consideração a sustentabilidade.

Os empreendimentos mais recentes tem se preocupado muito com essa questão, deixando claro a intenção de diminuir a poluição, economizar e melhor aproveitar os recursos naturais durante e depois da construção.

Características da arquitetura bioclimática

Propõe projetos que harmonizem totalmente o ambiente externo e interno por meio de técnicas que aproveitem melhor as condições climáticas. Quando se aumenta a eficiência energética  da construção, por exemplo, o impacto negativo é reduzido. Além de priorizar processos mais limpos na hora de construir, a arquitetura bioclimática busca diminuir o desperdício e a geração de lixo, e nisso a tecnologia se mostra aliada.

Leva-se em consideração o local onde será construído o empreendimento, se é uma região quente, fria, úmida ou seca. Cada uma precisará utilizar uma técnica específica para garantir conforto aos moradores e economia às empresas envolvidas. Por isso é necessária uma análise do local do entorno onde ficará a construção.

Por exemplo, leva-se em consideração a circulação dos ventos. Quando entende-se os movimentos das massas de ar, suas intensidades e direções podem ser criadas estratégias naturais de resfriamento dos ambientes. Outro ponto a ser observado é a posição do sol ao longo do dia, assim garante-se iluminação natural no interior, diminuindo o gasto com luzes elétricas.

Materiais e métodos

Agora vamos falar sobre algumas das estratégias que são usadas na arquitetura bioclimática:

Isolamento: Em locais de clima ou regiões mais altas e montanhosas, é mais comum a aplicação de materiais isolantes para garantir que o ambiente fique mais aquecido. O objetivo é que a mestra estrutura seja fresca no verão e aconchegante no inverno. Os materiais mais comuns são fibras de papel, lá de garrafa PET ou de vidro, que são colocadas dentro das paredes.

Janelas: Quanto mais transparente o vidro, mais calor entra na estrutura. E quando o vidro é duplo aumenta ainda mais o conforto térmico e acústico. Em áreas mais quentes a iluminação solar deve ser mais controlada, com vidros mais escuros.

Ventos: A ventilação diminui a temperatura e se utilizada verticalmente ou horizontalmente pode esfriar a estrutura interna. Já a ventilação cruzada controlam e direcionam as brisas por meio de venezianas.

Radiação solar: Os painéis solares podem ser utilizados em regiões mais quentes, eles podem aquecer água ao transformar a radiação em energia elétrica e térmica.

As soluções propostas pela arquitetura bioclimática não são muito difíceis de serem aplicadas, e seus benefícios podem ser percebidos a longo prazo.

 

 


« Voltar