Como criar um cantinho para o seu pet?

pets
02.01.2020 - 08:02

O Brasil ocupa o quarto lugar com o maior número de população pet no mundo. Só em 2018 foram contabilizados 54,2 milhões de cães; 39,8 milhões de aves; 23,9 milhões de gatos; 19,1 milhões de peixes e 2,3 milhões de répteis e pequenos mamíferos, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Pet Brasil.

 

Ao longo dos últimos anos, o número que mais cresceu foi o de felinos. A tendência identificada pelo Instituto foi por conta de mais pessoas estarem morando sozinhas e em locais pequenos, o que consequentemente a busca por animais de estimação para se ter companhia, de fácil cuidado e que não exija tanto espaço, aumentou, principalmente nas grandes cidades.

 

E junto com essa tendência, cada vez mais os pets ficam dentro de casa e a preocupação vai além de alimentação e saúde, pois também prezamos e muito pelo conforto e felicidade dos nossos companheiros.

 

Nesse sentido, separamos algumas dicas para você fazer um cantinho especial para o seu pet, sem destoar muito com a decoração da sua casa ou apartamento. Com soluções simples, você vai conseguir montar um espaço, seja na área de serviço, na sala ou até mesmo no quarto.

 

A escolha do local é primordial e você deve levar em consideração pelo menos esses três fatores: ser termicamente agradável, organizado e de fácil limpeza. Mas lembre-se que o cantinho que você vai criar para ele descansar e brincar tem que ser diferente do ambiente em que ele come e também de onde faz as suas necessidades.

 

Agora que você já sabe onde vai criar cada um desses espaços para o seu pet na sua casa ou apartamento, confira as nossas dicas de decoração!

Prateleiras

Já que falamos do aumento dos gatos dentro das casas e apartamentos, a nossa primeira dica vai para a verdadeira obsessão dos felinos por locais mais altos. Nesse sentido, você pode instalar prateleiras, criando um playground com algumas rampas, em lugares estratégicos no seu imóvel.

 

Assim, você vai garantir segurança, tranquilidade e até mesmo um ambiente mais criativo e desafiador para o seu gato.

 

Adaptando móveis

Sabe aquele móvel que você quer reformá-lo, mas não sabe ao certo o que fazer? Ele pode servir de cantinho exclusivo para o seu pet! Dependendo do tamanho do seu pet, e do seu móvel, dá para adaptá-lo para ser suporte para organizar as coisas, e inclusive, o lugar de descanso. 

 

Confira alguns modelos para se inspirar:

 

 

 

Em quesito de organização, uma dica é usar cestas ou caixas organizadoras para deixar tudo no lugar. Para saber mais sobre como organizar a casa para ter ambientes aconchegantes, leia aqui o nosso artigo sobre o assunto.

  • Dicas para móveis sem arranhões

Para quem tem gatos e não quer ter arranhões nos móveis, uma dica é adaptar algum espaço para ele brincar, utilizando materiais como por exemplo cordas, carpetes, barbantes e papelão.

 

 

E se você mora em um imóvel que possui piso de madeira e quer proteger o seu piso das garras do seu gato ou cachorro, a dia dia é aplicar sinteco de alta resistência. 

Caminhas

O mercado pet tem diversas opções prontas para você comprar e levar para casa. Mas se você quer ter uma decoração original, vai ter que colocar a mão na massa!

 

Uma caminha pode ser feita com caixas, paletes e até mesmo uma mala antiga que você não usa mais, e a finalização fica por conta de uma almofada confortável. Além de ser uma opção sustentável, a cama do seu bichinho será única e totalmente cheia de estilo.

 

Confira alguns modelos para se inspirar!

 

 

Quais cores usar?

Por último e não menos importante, fique atento para as cores que você vai utilizar nos cantinhos do seu pet. Afinal, você precisa pensar em cores que não sujam facilmente e evitar as escuras que podem influenciar no humor do seus bichinhos de estimação.

 

As cores intermediárias são as mais recomendadas nesses casos. Opções como nude e cinza, podem ser usadas com tonalidades mais vivas como por exemplo vermelho, azul turquesa, laranja e pink.

 

Viu só como você pode criar um espaço aconchegante e alegre para o seu pet, e que inclusive vai fazer parte da decoração do seu imóvel? Esperamos que o nosso artigo tenha te ajudado a ter uns insights criativos! E se você for inquilino, não se esqueça de solicitar autorização do proprietário para qualquer alteração a ser feita no imóvel


« Voltar