6 dicas práticas para renovar a decoração no quarto das crianças

dicas-praticas-decoracao-quarto-criancas
16.04.2019 - 14:36

 

Com soluções simples é possível mudar a decoração do quarto das crianças, sem precisa de grandes reformas. Ótima solução para quem não quer ter muito estresse, nem mesmo sujeira na casa nova, ou até para aqueles que não querem incomodar o locador.

 

Para mudar o visual de um espaço, você não precisa necessariamente pintar as paredes, nem mesmo gastar muito para ter uma nova decoração. Saiba como recorrer a elementos que podem fazer a diferença no quarto do seu filho, além de ter insights de como aproveitar materiais que você já tem em casa.

 

Vamos aos exemplos e dicas práticas de transformação?

 

1. Invista em papéis de parede ou adesivos

 

Esse é o novo jeito de renovar as paredes, sem precisar se preocupar com a sujeira, e o melhor de tudo, sem muito custo com material e mão de obra.

 

E é fato que no quarto de criança fica muito mais divertido com cores. O cuidado é só na hora de escolher. Prefira as que não são tão vibrantes, porque elas acabam interferindo no sono.

 

Também é legal brincar com temas se o seu filho ou filha gosta. Por exemplo, se tem algum personagem de desenho preferido, ou até mesmo de um brinquedo em específico é legal de ter como temática na decoração.

 

Só tenha cuidado para não sobrecarregar o ambiente com muitas informações. E dê sempre preferência aos adesivos com modelos únicos e estampas grandes, se for esse o caso do quarto do seu filho.

 

Ao pensar no que fazer com o quarto do seu filho, pense que o teto é o limite, literalmente. Colocar adesivos, ou até mesmo pendentes são muito atrativos e as crianças acham o máximo.

 

Uma outra dica legal é para quem tem os filhos que gostam bastante de desenhar. Nada mais libertador do que deixarmos eles desenharem na parede, sem se preocupar em como limpar depois. Uma ótima opção para evitar dores de cabeça é comprar adesivo de lousa para aplicar em pelo menos uma parede do quarto.

 

Assim, você pode dar asas a imaginação dos seus filhos, já que com o adesivo de lousa, um pano levemente umedecido resolve a questão de limpeza.

 

Mas lembre-se, se o imóvel é alugado, os papéis devem ser retirados e a parede deve ser recuperada para a forma inicial inclusive com pintura nova.

 

2. Iluminação faz a diferença

 

Instalar novas luzes, ou até mesmo mudar o efeito das que já estão instaladas renovam o visual do ambiente. Aposte em itens como pendentes e abajures legais para ter algo novo e ao mesmo tempo elegante no espaço.

 

Pense também na iluminação indireta, para deixar o quarto mais interessante, mudando o foco de atenção de acordo com a direção da luz, e ao mesmo tempo mais aconchegante, com uma lâmpada mais amarelada.

 

3. Aposte em uma decoração prática

 

Se você não quer mudar as paredes, teto e iluminação, aposte em itens que fazem diferença na decoração do quarto do seu filho. Como por exemplo cortinas, almofadas, pufes, mesinhas pequenas, tapetes felpudos, espelhos e fotos.

 

Assim você consegue mudar totalmente o espaço, dando mais cor, textura e diversos formatos para que o seu filho brinque e explore o novo cômodo.

 

4. Use caixas e baús

 

O maior problema dos quartos de criança é a bagunça por conta dos brinquedos. Então, para acabar com esse problema e manter o ambiente organizado e ao mesmo tempo decorado, você pode optar por caixas coloridas e até mesmo baús.

 

O legal é que você também pode reaproveitar caixas que você já tem e propor até uma atividade com o seu filho para pintarem e decorarem juntos para colocar no novo quarto.

 

5. Instale nichos e prateleiras

 

Geralmente os pequenos tem bastante brinquedos e é interessante deixar alguns deles expostos, para fazer parte também da decoração.

 

Por isso, uma dica interessante e bem em conta é instalar alguns nichos e prateleiras em todo o quarto. Além de ajudar na decoração, você também pode deixar em mãos os itens mais práticos, ou aqueles que os seus filhos mais usam.

 

Cuide para não furar canos nas paredes que fazem divisa com cozinhas, banheiros ou áreas de serviço ao instalar nichos e prateleiras.

 

6. Reforme os móveis

 

Quem disse que você precisa se desfazer dos móveis que você comprou para o quarto de recém-nascido, por exemplo, para montar outro?

 

O seu pequeno(a) cresceu, mas isso não quer dizer que você precise comprar outros móveis para dar mais utilidade nessa nova fase. Uma ideia legal é transformar os móveis para que eles se adaptem ao que você precisa agora.

 

O troca fraldas pode virar um aparador, ou até mesmo uma prateleira para guardar as roupas das crianças.

 

Aqui tudo é válido, desde mudar totalmente a estrutura do móvel e até mesmo só dar uma repaginada nele, seja na cor, ou textura, por exemplo.

 

Gostou? Fique de olho nessas e outras dicas da Financial Imobiliária para ter uma vida melhor.


« Voltar